Idesam abre oportunidade para prestação de serviços florestais

Idesam abre oportunidade para prestação de serviços florestais

Por Comunicação Idesam
Foto: Arquivo Idesam

 

O projeto Cidades Florestais lança dois processos para selecionar pessoas jurídicas que irão dar apoio em ações relacionadas às organizações sociais que integram a iniciativa no Amazonas. Os dois serviços exigem conhecimentos especializados, sendo um em análise de desmatamento e o outro em certificação florestal. Ambos deverão ser realizados remotamente, como medida de segurança contra o novo coronavírus. As empresas interessadas têm até o dia 15 de maio para enviar suas propostas.

O Termo de Referência (TDR) 23/2020 busca profissional para elaborar o conjunto de documentos necessários para a obtenção e certificação florestal FSC, de acordo com o padrão de Manejo Florestal em Pequena Escala e de Baixa Intensidade (SLIMF). Isso deve impulsionar a produção madeireira e de óleos vegetais da Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) do Uatumã, com retorno financeiro e melhorias na gestão do empreendimento florestal da Associação Agroextrativista da RDS do Uatumã (AACRDSU), atualmente administrada pelas famílias moradoras da reserva.

Já o processo seletivo registrado no TDR 24/2020 tem por objetivo avaliar o impacto das ações do Cidades Florestais nos últimos três anos, principalmente no que se refere às taxas de desmatamento para o Estado do Amazonas e nos municípios onde o projeto tem atuação. A ideia é mostrar os resultados concretos das ações no meio ambiente.

As propostas serão recebidas somente via e-mail e informações mais detalhadas sobre os requisitos para participar podem ser encontradas nos TDRs das oportunidades.

Sobre o Cidades Florestais

Em 2018, foi iniciado o projeto Cidades Florestais, executado pelo Idesam com apoio do Fundo Amazônia/BNDES. O projeto busca fomentar a produção florestal familiar e comunitária do Amazonas, tanto madeireira quanto não-madeireira. O fomento à produção florestal de uso múltiplo é desenvolvido por meio da implantação de plataforma digital e aplicativo de apoio à gestão da produção comunitária, implementação de novos equipamentos e maquinários para a atividade florestal e elaboração de planos de manejo florestais. Além disso, o projeto Cidades Florestais apoia a instalação da Rede de Óleos da Amazônia, com a construção de duas novas miniusinas de extração de óleos vegetais oriundos do extrativismo, e apoio estrutural e gerencial a outras três já existentes.

Outras Notícias

Notícia
15/07/2020

Projeto seleciona empresas para atuar no manejo florestal comunitário na RDS do Uatumã.

Continue lendo
Notícia
10/07/2020

Idesam seleciona empresa para realização de evento online.

Continue lendo
Notícia
08/07/2020

Como a economia da floresta pode salvar a Amazônia.

Continue lendo